AD (728x90)

Artigos Recentes (Full Width)

Artigos em Alta

Artigos Recentes

O que você precisa saber sobre sinalização em comandos elétricos?

Olá amigos, hoje vamos fazer um artigo bem legal sobre sinalização em comandos elétricos, seja ela sonora ou visual. Então vamos a primeira pergunta mais o que é a sinalização? Antes de iniciar a leitura desse artigo, queremos que você conheça nosso curso de comandos elétricos, um curso ideal para você aprender passo á passo comandos elétricos.

Componentes de Comandos Elétricos


A sinalização é a forma visual ou sonora de se chamar atenção para uma situação em um circuito de comando, em uma máquina ou em um conjunto de máquinas.

Publicidade:


Sinalização Sonora

É composta por elementos sonoros como campainhas, buzinas, cigarras, etc.

As buzinas são usadas para indicar o início de funcionamento de uma máquina para que ela
permaneça à disposição do operador, quando necessário.

A sinalização sonora é usada em máquinas e dispositivos que se movimentam – para chamar
atenção – como por exemplo, em pontes rolantes. Existem vários tipos de buzinas. A mais usada é representada abaixo.

Buzina
As campainhas são usadas para indicar anomalias em máquinas ou equipamentos. Por exemplo, se um motor com sobrecarga não puder parar de imediato, o alarme chamará a atenção do operador para as providências necessárias. A campainha poderá indicar, também, parada anormal de um motor.

Publicidade:



O tipo de campainha mais comum é o da figura abaixo.

Campainha
Sinalização Visual

A sinalização visual ou sinalização luminosa tem grande aplicação nas indústrias. É muito utilizada nas sinalizações de painéis de comandos elétricos, entre outras. Esta sinalização além de ser luminosa – iluminada – utiliza as mesmas cores convencionais dos botões de comando elétrico.
Existem vários tipos de sinalizadores luminosos, inclusive no próprio botão de comando. Os sinalizadores luminosos mais comuns são os seguintes:


Os sinalizadores também são especificados pelas mesmas características elétricas dos botões de comando elétrico.
Sua simbologia

Nos diagramas de comando elétrico os sinalizadores sonoros e visuais são representados por símbolos que, segundo as normas técnicas adotadas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, são os seguintes:


Os sinalizadores ou sinaleiros são especificados pela letra h minúscula e um índice numérico.

Exemplo de aplicação 

Observe com bastante atenção o diagrama de comando elétrico e o diagrama de carga com chave disjuntora, botões de comando elétrico e sinaleiros. A seguir, veja como interpretá-los.

Diagrama de Comando:
Diagrama de Força:


Os diagramas de comando e de carga representados são de uma máquina cujo funcionamento é permanente, como acontece em indústrias metalúrgicas, siderúrgicas e outras, que funcionam 24 horas/dia. Nestes casos, quando acontece a máquina parar de funcionar, entra em funcionamento um sistema de alarme visual e/ou sonoro.

Publicidade:


Nos casos de manutenção, a chave seccionadora desliga todo o circuito de comando, acionamento e sinalização das máquinas. Observe como estão ligados os dispositivos de acionamento e sinalização nos diagramas desta APLICAÇÃO.

– A lâmpada sinalizadora h 1 serve para indicar que o circuito está energizado quando a chave seccionadora a 1 é ligada.

– O botão b 1 é um botão comutador que serve tanto para colocar a chave disjuntora a 2 em condições de manobra, quanto para desligá-la à distância.

– A chave disjuntora a 2 , quando ligada, fecha os contatos principais 1-2, 3-4 e 5-6, (que alimentam o motor da máquina) e o contato auxiliar NA 13-14 (que energiza a lâmpada sinalizadora h 2 ).

Interpretando-se o acionamento, podemos concluir o seguinte:

– acionando–se a chave seccionadora a 1 , a lâmpada h 1 acende-se, indicando que o comando está energizado.

– a chave disjuntora estando desligada, a máquina não funciona. Neste caso, a lâmpada h 3 e a buzina h 4 darão o sinal, por estarem ligadas ao contato NF 31-32.

– acionando-se o botão b 1 , seu contato NA 3-4 se fechará, energizando a bobina a 2 , colocando a chave disjuntora em condições de manobra.

– acionando-se a chave disjuntora, a máquina funcionará, pois os três contatos principais energizarão motor, e o contato auxiliar NA 13-14 energizará a lâmpada h 2 . Abre-se ao mesmo tempo o contato NF 31-32, para os sinaleiros de emergência h 3 e h 4 .

– O botão b 1 (com seu contato NA 3-4 retornado à posição de repouso) desenergiza a bobina a 2 , desligando a chave disjuntora. Esta desligará a máquina e ligará os sinaleiros de emergência – lâmpada h 3 e buzina h 4 .

Através desse diagrama, pode-se concluir que toda vez que se desligar o acionamento da máquina, a lâmpada de emergência acenderá e soará a buzina de emergência. Nos casos de anomalias com sobrecarga, curto-circuito e subtensão teremos:

• Sobrecarga
O relé térmico bimetálico de sobrecarga da chave disjuntora atuará, desligando o
circuito de comando do motor da máquina; a sinalização de emergência funcionará.

• Curto-circuito
O relé eletromagnético de curto-circuito da chave disjuntora atuará, desligando o
circuito de comando do motor da máquina; a sinalização de emergência funcionará.

• Subtensão
O relé de subtensão ou bobina de mínima tensão da chave disjuntora atuará,
desligando o circuito de comando do motor da máquina; a sinalização de emergência
funcionará.

Publicidade:

Botão de Comandos Elétrico, acesse aprenda mais sobre...

Olá meus amigos tudo bem? espero que sim e no artigo de hoje vamos falar sobre botão de comandos elétricos, sim aqueles para acionar e desacionar maquinas e motores elétricos. Quer receber um Livro de Comandos Elétricos para você se atualizar mais ainda na área? Clique aqui.

Exemplo de botão de acionamento e desacionamento.

Existe uma simbologia variada para os botões, dependendo dos fabricantes. Essa variedade porém, se resume em pequenos detalhes que não prejudicam sua interpretação.

Publicidade:


Usaremos aqui a simbologia adotada pela ABNT. Também ficarão esclarecidos outros detalhes que poderão ser encontrados nos projetos de máquinas, equipamentos e catálogos de fabricantes de botões de comando elétrico.

Veja, abaixo, o símbolo básico para a representação dos elementos que compõem os botões de comando elétrico. Os botões de comando elétrico são especificados pela letra b minúscula e um índice numeral que especifica o número de botões existentes nos circuitos de comando elétrico.


Quando o botão é DESLIGA a especificação é b0 (b,índice 0).
Abaixo, exemplos da simbologia adotada pelos fabricantes, que é semelhante à adotada pela ABNT.

Esse tipo de botão é conhecido como botão conjugado onde ao pressionar o mesmo poderá realizar duas ações diferentes.


O símbolo dos botões é também representado com os contatos separadamente.


Há esquemas com identificação dos bornes com os números 1-2, 11-12 ou 21-22, sempre com o final 1,2  para os contatos NF e, 3-4, 13-14 ou 23-24 para os contatos NA sempre o final será 3,4.

Publicidade:


Desta forma, temos a representação de um botão – b 1 com um contato normalmente fechado (abridor) e dois contatos normalmente abertos (fechadores).


Os botões de comando elétrico são representados apenas nos diagramas de comandos elétricos, como já vimos em artigos anteriormente. Esses diagramas nos possibilitam a representação das diversas características de ligação, proteção e sinalização do comando elétrico de máquinas, equipamentos, etc.

Exemplo de aplicação: Diagrama de Comando Elétrico com chave disjuntora comandando um motor trifásico com acionamento LIGAR/DESLIGAR na máquina e DESLIGAR à distância da mesma, pelo acionamento de um botão de comando elétrico.
Ex.1 – O diagrama de comando nos mostra que, para colocar a chave disjuntora em condições de manobra, o operador aciona o botão b 1 alimentando a bobina de mínima tensão; para ligar o
motor da máquina, ele deverá atuar no acionamento da chave disjuntora.

Para desligar o motor sem usar a chave disjuntora, basta retornar o botão b 1 para a posição de repouso.



Ex.2 – O diagrama de comando nos mostra que, para efetuar a ligação do motor da máquina, o operador liga o botão b 1 , alimentando a bobina de mínima tensão e aciona o manípulo da chave disjuntora. Para desligar o motor, sem usar a chave disjuntora, basta retornar o botão b 1 à posição
de repouso.



O diagrama de comando também nos mostra que existe uma lâmpada sinalizadora, ligada entre
as duas fases do comando elétrico e outra sinalizadora,  que  liga ao fecharmos o contato auxiliar (NA) da chave disjuntora. Dessa forma, temos um circuito de comando sinalizado.

Publicidade:


Veja agora um esquema montado para acionar um pequeno motor elétrico trifásico, conhecida como chave Magnética Partida Direta, onde nesse diagrama se utiliza os botão NA e NF para seu acionamento e desacionamento.



Bom é isso galera espero que tenham gostado desse artigo sobre botoeiras, até o próximo artigo.

você quer receber um super livro de comandos elétricos 100% original e novíssimo clique aqui.

Quanto ganha em média um eletricista no Brasil?

Olá amigos vamos mostrar a vocês esse artigo sobre o piso salarial dos eletricistas do brasil, fontes da internet, porem quero elaborar nossa própria fonte, para sim podermos fazer um artigo mais confiável alias não podemos acreditar 100% nas informações que encontramos na internet não é mesmo?


Antes de iniciar a leitura desse artigo, peço a vocês visitantes e sei que não são poucos :D responda verdadeiramente esse formulário sobre nossa profissão e quanto ganhamos realmente em nosso trabalho atual.


Vamos colher informações por 30 dias, afim de trazer um artigo mais claro e objetivo e com informações verdadeiras, pois a pergunta é quanto ganha um eletricista? um eletricista do sudeste do brasil ganha mais que um do norte ou um do sul? é o que veremos.

Publicidade:



Quanto ganha um eletricista?

O eletricista é um profissional habilitado a fazer instalações elétricas em ambientes residenciais, comerciais e industriais, seguindo normas técnicas e de segurança. Fazer manutenção elétrica e instalar equipamentos eletrônicos também estão entre suas funções.

Os eletricistas qualificados podem trabalhar na indústria, na construção civil, empresas petroquímicas, prestadoras de serviço, em órgãos públicos e como autônomos

O mercado de trabalho para eletricistas está aquecido e faltam profissionais qualificados para atender a demanda. Com isso, o eletricista com cursos técnicos e de aperfeiçoamento encontra boas oportunidades de emprego.

Piso Salarial do Eletricista

Os eletricistas não possuem um piso salarial único com validade em todo o País. Os sindicatos relacionados à categoria dos eletricistas e àqueles setores onde esses profissionais trabalham têm acordos e convenções coletivas para definir o salário, benefícios, adicionais e pagamento de horas extras para diversas regiões e tipos de empresa.

Seguem exemplos de pisos salariais para eletricistas definidos por alguns sindicatos:

Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção e do Mobiliário de Santos (SP)

Trabalhadores qualificados: R$ 1.481,04
Trabalhadores não qualificados: R$ 1.074,48

Piso salarial para trabalhadores que prestam serviços na Parada, por hora:

Eletricista de Força e Controle: R$ 8,69
Eletricista de Manutenção R$ 8,69
Eletricista Montador: R$ 8,01
Eletricista Qualificado: R$ 11,02
Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Espírito Santo (ES)

Eletricista: R$ 1.731,40
Eletricista de Manutenção: R$ 1.834,80
Eletricista de Força e Controle: R$ 2.266,00
Eletricista Montador: R$ 2.131,80

Sindicato dos Oficiais Eletricistas e Trabalhadores na Indústria de Instalações Elétricas, Hidráulicas, Gás e Sanitárias de Maringá (PR)

Ajudante: R$ 871,20
Meio Oficial: R$ 959,20
Oficial A: R$ 1.025,60
Oficial B: R$ 1.328,80
Sub Encarregado: R$ R$ 1.460,80
Encarregado A: R$ 1.806,20
Encarregado B: R$ 1.911,80
Encarregado Geral: R$ 2.041

Publicidade:



Sobre o piso salarial, os trabalhadores do setor elétrico recebem ainda um adicional de 30% de periculosidade.

Salário Médio do Eletricista

O levantamento salarial do site de empregos Catho indica que um eletricista ganha entre R$ 1.008,00 e R$ 2.800,77, com média salarial nacional de R$ 1.695,20. Seguem as médias salariais para algumas funções desempenhadas por eletricistas, segundo o site:

Eletricista Industrial: R$ 1.883,94
Eletricista de Veículos: R$ 1.692,74
Eletricista Eletrônico: R$ 2.524,78
Eletricista de Instalações: R$ 1.354,21
Eletricista de Força e Controle: R$ 1.994,93
Eletricista Montador: R$ 1.652,15
Eletricista Montador de Painel: R$ 1.666,97
Eletricista Predial: R$ 1.530,61
Eletricista de Manutenção Industrial: R$ 2.365,85
Eletricista de Ar Condicionado: R$ 1.460,38
Eletricista de Empilhadeira: R$ 2.173,50
Técnico Eletricista: R$ 2.270,71
Meio Oficial Eletricista: R$ 1.264,83
Oficial Eletricista: R$ 1.386,61
Auxiliar de Eletricista: R$ 1.048,45
Mecânico Eletricista: R$ 1.959,01
De acordo com uma tabela de salários publicada pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (SP), a média salarial no Estado de São Paulo é de R$ 1.827,64 para Eletricista I e R$ 2.058,03 para Eletricista II.

Concurso Público para Eletricista

O eletricista pode ocupar cargos públicos em prefeituras, órgãos estaduais e federais. Concursos recentes com vagas para eletricistas, eletricistas de manutenção e técnicos eletricistas oferecem salários iniciais entre R$ 1.000,00 e R$ 2.300,00, mais adicionais, gratificações e benefícios.

Sobre a Carreira do Eletricista

Quem deseja seguir a carreira de eletricista encontra uma grande oferta de cursos de qualificação profissional presenciais e a distância em diversas especializações, como por exemplo:

Eletricista Montador
Eletricista Instalador
Eletricidade Industrial
Eletricista
Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão
Eletricista de Instalações Industriais
Técnico Eletricista
Técnico em Eletrônica
Técnico em Eletroeletrônica
Técnico em Eletrotécnica
Técnico em Eletromecânica
Instituições como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) oferecem curso gratuito de eletricista em todo o País e também é possível fazer cursos gratuitos de eletricista pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec.

Entre as atividades desenvolvidas pelo eletricista, podemos citar:

Analisar e interpretar desenhos técnicos de fiação e instalações elétricas.
Instalar e fazer a manutenção de fios condutores e equipamentos elétricos.
Consertar equipamentos elétricos.
Fazer a manutenção de maquinário elétrico industrial.
Verificar a segurança de equipamentos elétricos.
Elaborar orçamentos e projetos de instalações elétricas.
Além de dominar as ferramentas e conhecimentos técnicos necessários para exercer a profissão, um bom eletricista precisa ter características como: saber fazer cálculos e interpretar desenhos técnicos, ter boa comunicação, ter habilidade para solucionar problemas, ser responsável e organizado, trabalhar com segurança e, no caso de eletricistas autônomos, empreendedorismo, bom atendimento ao cliente e capacidade de negociação são fundamentais. Saber usar o computador também está se tornando cada vez mais importante para os eletricistas.

Publicidade:



O mercado de trabalho para eletricistas é favorável e está aquecido. Reportagens de diversos jornais e revistas apontam que existe uma carência de profissionais qualificados para atender a demanda em várias regiões do País e diferentes setores da economia.

Dos setores que pagam salários mais altos para eletricistas, a indústria de petróleo e gás e o setor de infraestrutura são destaques. Investimentos nas áreas de telecomunicações, automação industrial e construção civil também contribuem para que eletricistas qualificados consigam uma boa posição no mercado e bons salários.

A empregabilidade é alta para quem faz curso técnico de eletricista, eletromecânica, eletroeletrônica, eletrotécnica, elétrica automotiva e afins. Um estudo do Senai indica que a maioria dos alunos de formação técnica, inclusive eletricistas, já saem do curso com a carteira assinada. Também segundo o Senai, um técnico em eletrônica com dez anos de experiência ganha em média R$ 5.300,00.


Sensores Magnéticos

Olá amigos no artigo anterior falamos sobre os sensores indutivos e capacitivos, no artigo de hoje falaremos sobre os sensores magnéticos.



Publicidade:


Sensores Magnéticos

Os sensores magnéticos são compostos por um contato feito de material ferro magnético (ferro, níquel, etc.) que é acionado na presença de um campo magnético (ímã permanente, por exemplo).



Eles fornecem um feedback para o robô com eventos para a sua interrupção ou acionamento de um sistema de comando.

Seu princípio de funcionamento é simples: quando um ímã aproxima-se do sensor, o campo magnético atrai as chapas de metal, fazendo com que o contato elétrico se feche. O símbolo desse sensor pode ser visto na figura abaixo.



Esses sensores são muito utilizados para detectar fim-de-curso em sistemas automático.



Aplicações

Várias aplicações relacionadas a chaves liga/desliga podem ser reproduzidas com sensores magnéticos. Uma possível aplicação é a montagem de um relé simples envolvendo o sensor com uma bobina (imagem abaixo).

Publicidade:





Quando a corrente passa pela bobina, um campo magnético é formado em seu interior ativando o sensor. Com uma bobina e sensor magnético também se pode montar um sensor de corrente.

Outra aplicação de um sensor magnético é montar um sensor de proximidade com um imã permanente. Se o imã passar de certa distância do sensor, as lâminas se tocarão e os terminais entrarão em curto. Com um imã preso a uma roda e um sensor magnético, é possível fazer um encoder, muito útil para se descobrir varáveis como frequência e velocidade de determinado motor.

Publicidade:

Sensores Capacitivo e Sensores Indutivos o que são?

Olá amigos no artigo de hoje quero compartilhar com você sobre 2 tipos de sensores muito utilizado nas industrias, são eles os sensores indutivos e sensores capacitivos vocês sabem para que serve cada um deles? Então vamos aprender juntos..

Imagem de alguns dos modelos de sensores indutivos

Sensor indutivo é dispositivo eletrônico que é capaz de reagir a proximidade de objetos metálicos, esses dispositivos exploram o princípio da impedância de uma bobina de indução, que ao conduzir uma corrente alternada tem esta alterada quando um objeto metálico ou corrente elétrica é posicionado dentro do fluxo do campo magnético radiante.

Isso ocorre pois o objeto absorve parte do campo magnético essa variação é detectada pelo circuito do sensor que produz um sinal de saída, podendo ser a atuação de um contato NA ou NF para corrente alternada ou contínua, um transistor ou ainda um sinal variável de tensão ou de corrente (saída analógica).

Um sensor indutivo é composto por quatro parte sendo:

Um oscilador verifica as mudanças de corrente contínua (DC) para corrente alternada (AC).
Um núcleo de ferro envolto em fios ou em uma bobina cria um campo magnético que será afetado pela presença de metal.

Os dispositivos de sensoriamento monitoram o circuito do campo magnético e as mudanças de campo causadas por metais passando nas proximidades.
Um processador de saída leva a informação ao circuito do sensor e envia um sinal para outros equipamentos.

Publicidade:



Aplicação de um Sensor Indutivo

Foram introduzidos no mercado na em meados de 1960, geralmente aplicados para a substituição de chaves-fim-de-curso pois não requerem contato físico para atuar. esse fator proporciona uma maior durabilidade, segurança e velocidade de trabalho do equipamento.

Possuem grande aplicação também na industrial para sendo utilizados em maquinas para contar peças, medir velocidade, detectar materiais de baixa resistência mecânica, entre muitas outras aplicações.

Simbologia de Sensores Indutivos


Sensores Capacitivos

Neste artigo, abordaremos o funcionamento, vantagens e desvantagens do sensor capacitivo ou sensor detector de proximidade de efeito capacitivo. Este tipo de sensor permite a detecção sem contato e a medição linear de pequenos deslocamentos, da ordem de aproximadamente zero até três centímetros com uma resolução que pode chegar à nanométrica.

Sensor Capacitivo


Embora apresente a mesma função principal, o sensor capacitivo possui algumas características diferentes em relação aos sensores de proximidade que operam a partir de corrente parasita, tais como os sensores indutivos.

Funcionamento e construção do sensor capacitivo

Antes de entender o funcionamento de um sensor capacitivo, são necessárias algumas definições. Capacitância é a capacidade de um material de armazenar carga elétrica. No campo da eletrônica, este princípio é geralmente associado ao dispositivo armazenador de energia chamado capacitor.

Representação de um Capacitor com placas paralelas


Para melhor entendimento, considere um capacitor de placas paralelas. Este tipo de capacitor possui duas placas de material condutor posicionadas paralelamente e, entre elas, existe um material isolante (dielétrico). O valor da capacitância mútua é proporcional ao índice de permissividade do material dielétrico, que é uma propriedade do material, e à área “A” das placas. E é inversamente proporcional à distância “D” entre as superfícies.

O sensor capacitivo opera de forma similar ao capacitor. No entanto a capacitância do sensor é variável de acordo com a distância entre a superfície de leitura do sensor e o material a ser detectado. Também podem ocorrer mudanças na capacitância do sensor pela captação de material condutivo ou dielétrico. A alteração da capacitância por fim representa uma variação no sinal elétrico emitido pelo dispositivo.

Publicidade:


Sensores de proximidade: sensor capacitivo X sensor indutivo.

Nas aplicações industriais, existem casos em que o sensor capacitivo leva vantagem. Em outros casos, os sensores de indução oferecem maiores vantagens. E existem situações em que as demais categorias de sensores, como os ópticos ou ultrassônicos, podem suprir melhor a necessidade do projeto por possuírem maior alcance.

Considerando o efeito de campo elétrico do sensor capacitivo e o efeito de campo magnético do sensor indutivo, diversas diferenças de operação são notáveis. A tabela 1 apresenta uma análise comparativa entre as duas famílias de sensores de acordo com determinados fatores de operação.

Tabela 1. Comparação resumida entre as categorias de sensor capacitivo e indutivos.

De acordo com a tabela 1 é possível verificar que, em determinadas situações, a escolha do sensor capacitivo é mais adequada. Como por exemplo, situações em que é necessária a instalação de sensores lado a lado ou em embutidos partes metálicas, onde o campo magnético do sensor indutivo pode causar maior interferência.  Além de detectar também materiais não condutores.


Por outro lado, os sensores indutivos possuem melhor alcance e permitem melhor operação sujeita a poeira e sujeira. Visto que possuem uma vedação muito boa além de não captar os materiais não condutores.

Aplicações do Sensor Capacitivo

Devido a sua alta precisão, boa parte das aplicações destes sensores tem relação com a medição de precisão. Algumas destas aplicações específicas dos sensores capacitivos estão listadas abaixo:


  • Medição de posicionamento com alta precisão:
  • Medição de espessura:
  • Testes de linha de produção/verificação de uniformidade nas dimensões dos mecanismos produzidos.
  • Identificação da composição de certos materiais de diferentes permissividades.
  • Aplicações gerais de sensores: Chave fim de curso sem contato, contador, entre outras funções.

Publicidade:



Portanto, conclui-se que o sensor capacitivo é muito útil quando uma resolução alta é necessária. Além de possuir funções que complementam certas limitações dos sensores indutivos e vice-versa.

Simbologia do Sensor Capacitivo



Fonte compartilhada - Sensores Capacitivos
Fonte compartilhada - Sensores Indutivos

No proximo artigo falaremos sobre outros 3 tipos de sensores, que são eles: Sensores Magnéticos, Foto Emissor e Foto Receptor, você pode ser avisado desses artigos no e-mail se inscrevendo aqui.

Grupos para Eletricistas no Whatsapp

O Blog Ensinando Elétrica foi o primeiro Blog a organizar grupos de estudo no Whatsapp totalmente livre e gratuito, nós não cobramos nada para você participar e aprender elétrica ao contrário de muitos sites dizerem que você só participa do grupo deles se comprarem cursos. Enfim você pode escolher uma das salas para entrar, caso de a mensagem sala cheia tente outra ou aguarde alguns dias para tentar entrar novamente.


Nós não permitimos bagunça em nossas salas assim que entrar leia atentamente as regras do grupo na foto do perfil do grupo. É importante saber que uma vez removido, não há possibilidade de participar novamente, então por favor respeite as regras do Grupo.


Já localizamos muitos grupos Fake utilizando o Nome de Ensinando Elétrica ou Nossas Foto de Perfil, cuidado com esses grupos maliciosos não são oficiais.


Escolha uma das Salas para Participar

Grupo  01 - Elétrica e Eletrônica


Grupo 02 - União Elétrica


Grupo 03 - Sala dos Eletricistas


Grupo 04 - Eletricistas do Brasil


Grupo 05 - Oficiais Eletricistas


Grupo 06 - Eletricidade em Geral


Grupo 07 - Oficiais da Elétrica


Grupo 08 - Eletricistas Profissa


Grupo 09 - Plantão da Elétrica


Grupo 10 - Ensinando Elétrica


Grupo 11 - Eletricistas no Apoio



Grupo 12 - Comandos Elétricos


Grupo 13 - Plantão 24 Horas (grupo mais recente)



Nós não admitimos nenhum tipo de propagando e anúncios de terceiros no grupo, quem promover qualquer pagina do tipo de venda ou cursos online sem permissão dos admins será removido, sem aviso prévio. Pessoas que não falam nada também será removido seja quem for.

Caso um dos grupos esteja cheio tente outros ou você pode tentar nós próximos dias, já que muitos entram e logo desistem sem mostrar interesse nenhum em aprender e se atualizar.

Equipe administrativa: Felipe Vieira, Adilson Junior dos Santos, Maria Sabrina Pereira, Tiago Henrique Martins, Leonardo José Barbosa Vieira.

Publicidade:

Praticando Comandos Elétricos no Celular

Pessoal, vocês tem que instalar e conhecer esse magnifico aplicativo para criar diagramas de comandos elétricos no celular Android, estive conversando com o desenvolvedor e em breve terá uma nova versão mais sofisticada e será possível fazer até simulação como no cade simu.

Publicidade:


Veja alguns diagramas que nas horas vagas eu fiz no meu celular com o Aplicativo Mplan




Diagrama de Partida Direta Criado no Aplicativo Mplan (acima)



Diagrama Partida Direta e Reversão Criado no Aplicativo Mplan (acima)




Diagrama de Trabalho Chave Magnética Partida Direta e Estrela - Triângulo. (acima)




Diagrama de Comando Estrela - Triângulo e Partida Direta do Circuito acima.



Diagrama Partida Direta em 24V tensão continua para o diagrama de comando. (acima)

Publicidade:




Diagrama de Trabalho 04 Chaves Magnéticas de Partida Direta. (acima)


Diagrama de Comandos 04 Chave Magnética Partida Direta Independente em tensão de 24vcc. (acima)

Publicidade:




Diagrama de Comando Estrela - Triangulo Motor 6 Pontas 220/380V. (acima)



Diagrama de Comando com Fim de Curso. (acima)



Chave Magnética Partida Direta com Sinalização de Ligado, Desligado, Atuação Rele Térmico. (acima)

Publicidade:




Chave Magnética Partida Direta com Reversão do Motor. (acima)



Partida Direta Comum com LED Indicativo Ligado. (acima)

Publicidade:


Quer baixar o aplicativo Mplan direto no seu celular? Acesse o link abaixo para instalar e poder treinar comandos elétricos em qualquer lugar.

Download Aplicativo Mplan Versão FREE

Obs*  Você poderá baixar o Mplan Através do Aplicativo Ensinando Elétrica

Download Aplicativo Ensinando Elétrica




Assista ao Vídeo de Como Utilizar o Aplicativo Mplan, Um Rápido Tutorial Básico.


Faça como esses Eletricistas siga você também!

Comunidade da Elétrica G+

Comunidade da Elétrica G+
Participe da Comunidade da Elétrica e venha aprender elétrica com agente!!
gifgifs.com
Inicie hoje mesmo seu Curso de Comandos Elétricos com Certificado!

Aplicativo

Aplicativo
Tenha o App Ensinando Elétrica.

Populares

Veja isso!!

Veja isso!!
Curso Completíssimo de Comandos Elétricos 100% Vídeo Aulas

Noticias

© 2013 Ensinando Elétrica. All rights resevered. Designed by Templateism